Ano novo, promessas novas*

O Réveillon se aproxima e as listas de resoluções para 2009 começam a ganhar forma. Saiba mais sobre essa prática tão comum

Por Lucie Ferreira

O ano de 2008 nem terminou e muitas mulheres já sacaram o caderno e a caneta para esboçar a tradicional lista de promessas de ano novo. Porém, não basta apenas desejar emagrecer, arrumar um novo emprego ou juntar as economias para a viagem dos sonhos: é necessário, acima de tudo, planejamento, dinamismo e persistência.

Segundo uma pesquisa norte-americana, realizada no ano de 2006 pela emissora de televisão WNBC e o Instituto Marista para a Opinião Pública, da Faculdade Marista em Poughkeepsie (Nova York), as mulheres fazem mais promessas de ano novo do que os homens. No entanto, as chances de que eles as cumpram são maiores: 71% afirmaram ter concretizado as metas, ainda que parcialmente, enquanto 57% das mulheres conseguiram o mesmo feito. No Brasil, um estudo da International Stress Management Association (ISMA-BR), uma associação dedicada à pesquisa e ao desenvolvimento da prevenção e do tratamento de stress, apontou que somente 19% das pessoas cumpriam suas resoluções de Ano Novo, sendo que aproximadamente 50% delas abandonavam as metas em menos de um mês e 30% desistiam logo na primeira semana.

Para o psicobiólogo e pesquisador da Unidade de Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Ricardo Monezi, muitas pessoas vêem no Réveillon uma nova chance de viver ou mesmo reviver alguns fatos, percebida pela mente como um novo modo de encontrar respostas ou soluções para perguntas e problemas antigos. “Buscamos em nossas vidas resoluções e acertos positivos. Para isso, muitas vezes algumas pessoas sentem a necessidade de fazer promessas com o objetivo de traçar metas concretas e determinadas. Este estabelecimento de metas pode ser muito positivo uma vez que a mente procura, através deste caminho pré-estabelecido, cumprir o que foi determinado”, explica o especialista.

No entanto, o médico destaca que esse tipo de compromisso pode trazer consigo vários fatores externos, sociais ou ambientais, que também podem agir de forma negativa para a realização dos desejos. “Devemos ter a consciência plena de que, ao assumirmos uma resolução de ano novo, faremos o possível para cumpri-la. Mas caso isso não aconteça, devemos repensar o que já foi feito e buscar sua renovação e a esperança de sua concretização no ano seguinte”, esclarece Ricardo Monezi. “Essas promessas podem ser ruins quando trazem consigo a obrigação de serem cumpridas a todo custo, o que pode gerar ansiedade, frustração e até casos de depressão”, alerta o psicobiólogo.

O caminho para a realização

Algumas dicas para ser incluído entre aqueles que levam as resoluções de Ano Novo até o fim:

  • Seja realista e crie uma meta alcançável;
  • Antecipe o cumprimento das promessas e não deixe para o final do ano;
  • Mantenha o foco na resolução que considerar mais importante;
  • Planeje para concretizar a ação e faça uma lista de itens que pode ajudá-lo nisso;
  • Tenha automotivação, relembrando os benefícios que a realização do objetivo podem trazer;
  • Torne sua promessa pública e a divida com alguém que tenha uma resolução parecida;
  • Monitore seu progresso, mantendo um diário com suas metas;
  • Dê um tempo para si mesmo e não espere por resultados instantâneos.

Resoluções (quase) cumpridas

O Diário de Bridget Jones, best-seller da escritora inglesa Helen Fielding, reflete essa mania bastante comum entre as mulheres de anotar o que pretendem fazer ou deixar de fazer no ano que se inicia. O livro, que inspirou o filme homônimo estrelado por Renée Zellweger em 2001, lista as resoluções planejadas pela personagem, entre elas parar de fumar, ingerir menos bebida alcoólica, ter uma alimentação mais saudável e “criar uma relação sólida com um adulto responsável”. Embora apenas a última meta tenha sido alcançada, a balzaquiana Bridget Jones termina o ano contente e cheia de expectativas para o período seguinte.

Tecnologia companheira

O aplicativo Joe’s Goals (em português, Metas do Joe) é uma ferramenta simples que ajuda o usuário a controlar os objetivos diariamente. Para usar, basta se cadastrar no site http://www.joesgoals.com e criar sua própria tabela com as atividades que precisa fazer ou até mesmo hábitos que deve abandonar. Conforme as tarefas são realizadas, basta clicar na célula correspondente ao item. O Joe’s Goals também oferece um gráfico no qual pode ser visualizado o cumprimento das promessas. O site é em inglês.

*Reportagem publicada na Revista Bella (outubro/2008)

Anúncios
Esse post foi publicado em Comportamento, Veículo: Revista Bella. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s